Emissões de CO2 Reino Unido caíram 29% na última década

As emissões de CO2 do Reino Unido caíram 2,9% em 2019, de acordo com a análise do Carbon Brief. Isso eleva a redução total para 29% na última década desde 2010. A redução da emissão de CO2 não impediu o crescimento da economia em um quinto.

A redução de 29% no uso de carvão no ano passado foi a força motriz por trás do declínio nas emissões do Reino Unido em 2019, com o uso de petróleo e gás praticamente inalterado. As emissões de carbono do carvão caíram 80% na última década, enquanto as do gás caíram 20% e o petróleo 6%.

A maior parte da redução no uso de carvão em 2019 veio do setor de energia, responsável por 93% da queda geral na demanda por combustível em 2019. O restante foi da indústria.

A geração de carvão caiu quase 60% e representou apenas 2% da eletricidade do Reino Unido no ano passado – menos que a energia solar. Os combustíveis fósseis representaram coletivamente uma baixa recorde de 43% do total, de acordo com a análise da Carbon Brief publicada no início de janeiro. Cerca de 54% da geração de eletricidade no Reino Unido é agora de fontes de baixo carbono, incluindo 37% de fontes renováveis ​​e 20% somente de energia eólica.

Houve 83 dias em 2019 quando o Reino Unido ficou sem energia a carvão, incluindo um período recorde de 18 dias em maio. Quase todas as usinas de carvão remanescentes do Reino Unido anunciaram planos para fechar nos próximos 12 meses, deixando apenas três operando antes do prazo do governo de 2024.

Mais informações no Carbon Brief .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: