Mais de 90% dos médicos na linha de frente contra a Covid-19 não fizeram teste para a doença

O acesso a testes para confirmação da Covid-19 não é uma questão apenas para pacientes: 90,5% dos médicos ouvidos em pesquisa da Associação Paulista de Medicina não se submeteram a qualquer exame para detectar o novo coronavírus. O estudo ouviu 2.132 médicos dos sistemas de saúde público e particular de diversas cidades do país entre os dias 9 e 17 de abril.

Chama a atenção ainda que 35% dos médicos entrevistados pertencem ao chamado grupo de risco. Apresentam doenças como hipertensão, insuficiência renal, doenças pulmonares, cardiovasculares, entre outras, que são consideradas agravantes em caso de infecção pelo novo coronavírus.

Na esteira desses dados, ao menos 74,5% dos médicos ouvidos acham que faltarão médicos para o combate ao coronavírus, por conta da contaminação. A falta de testes e a carência de equipamentos de proteção individual (EPIs) para profissionais de saúde na linha de frente contra o coronavírus lideram as deficiências citadas por eles.

Ao menos 66% dos entrevistados relataram faltar testes para confirmar o diagnóstico de pacientes no local onde trabalham. E 50% disseram que faltam máscaras de proteção para os profissionais, um problema citado desde o início da epidemia. Carência de óculos, aventais e luvas também foi indicada no estudo.

Fonte: O Globo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Enquire now

Give us a call or fill in the form below and we will contact you. We endeavor to answer all inquiries within 24 hours on business days.