Não à exploração do petróleo, sim às energias renováveis

Para conter as mudanças climáticas e promover a justiça ambiental e social, o petróleo, o gás e o carvão precisam ficar no chão. O governo brasileiro, ao realizar leilões de energia fóssil, vai na contramão da maior comunidade científica mundial e fica cada vez mais longe de cumprir o que foi assinado no acordo de Paris.

Abrolhos livre do Petróleo

A região do Parque Nacional Marinho de Abrolhos está sendo ameaçada pela exploração do Pré-sal. O primeiro Parque Nacional Marinho criado no Brasil possui a maior biodiversidade marinha do Brasil e do Atlântico Sul. É na região que acontece a famosa temporada das baleias jubarte, que escolhem as águas quentes do mar baiano para reprodução e amamentação dos filhotes. Abrolhos é considerado o maior berçário reprodutivo da espécie em todo o Atlântico Sul Ocidental.

Salve Abrolhos

No leilão realizado em 10 de outubro, sob pressão da 350.org e de outras organizações, as empresas de combustíveis fósseis não ousaram adquirir os direitos de explorar petróleo perto do maior santuário de vida marinha do Atlântico. O risco ambiental e legal de operar nessas regiões é muito grande, mesmo para empresas acostumadas a expor comunidades e áreas naturais ao risco de danos graves. No caso de um vazamento em Camamu-Almada, os impactos da destruição poderiam ocorrer em questão de horas. Salvar Abrolhos está em nossas mãos.
Veja Mais

Assine nossa petição “Salve Abrolhos do Petróleo”

Sua assinatura faz toda a diferença nessa luta.
Assine

Vazamento de petróleo e os impactos causados

Mais 900 toneladas de resíduos já foram recolhidas na costa brasileira. Mais de 200 praias foram afetadas. Centenas de espécies de vidas marinha foram diretamente atingidas. Milhares de famílias que dependem da pesca estão sendo afetadas. A pesca está proibida em diversas praias. E não para aí. Os danos do vazamento de óleo no litoral brasileiro serão sentidos por décadas. Por isso, mais do que nunca precisamos nos unir e dizer NÃO À EXPLORAÇÃO DO PETRÓLEO.
Veja Mais

Assine a petição - Queremos o MAR SEM PETRÓLEO!

Estamos vivendo as consequências do maior vazamento de petróleo cru da história do país. E a ANP (Agência Nacional de Petróleo e Gás), irá realizar um Mega Leilão de blocos de Pré-Sal no dia 6 de Novembro.

Faz sentido para você?

Lucro só para petroleiras

Você sabia que a exploração do pré-sal causará ao Brasil perdas de mais de R$ 1 trilhão? Sim! A perda de estados e municípios pode chegar a R$ 338 bilhões. Para União, de R$ 662 bilhões. Tudo isso é decorrente isenções fiscais concedidas a petroleiras. Esse valor de R$ 1 trilhão poderia ser investido em energias limpas e renováveis, que geram muito mais empregos que a exploração de combustíveis fósseis.